VOLTAR

Índios querem ver punição

A Crítica (Manaus-AM)
01 de abr de 1993

Uma comissão de líderes Ticuna solicitou ao presidente Tribunal de Justiça, o desembargador Alcemir Pessoa Figliuolo, que o julgamento do processo referente à chacina de 14 índios Ticuna, ocorrida no dia 28 de março de 1988, fosse acelerado. Em resposta, o desembargador explicou que a maior dificuldade no julgamento de tal processo está na intimação das partes diante dos problemas de acesso ao interior, contudo, prometeu acompanhar de perto o processo, a fim de que este tenha desenvolvimento mais célebre inclusive para assegurar a punição dos culpados.
Ainda sobre a chacina dos índios Ticuna, a notícia traz informações sobre nota lançada pelas entidades que integram o Fórum Permanente de Debates da Amazônia (Foram) em que é manifestada indignação diante a impunidade a qual se encontram os assassinos, apontando, também, que o crime foi provocado em razão das terras Ticuna não estarem demarcadas.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.