VOLTAR

Índios prendem mais um da Funai

Diário de Cuiabá - http://www.diariodecuiaba.com.br/
Autor: Alecy Alves
16 de fev de 2012

São esperados para hoje na aldeia Kapotnhinore, região de Colíder (650 km de Cuiabá), a procuradora federal Márcia Brandão Zollinger, um delegado e agentes da Polícia Federal, além do chefe da Funai na região, Sebastião Martins, para negociar a libertação do servidor público retido na área.

Desde segunda-feira, os indígenas da etnia Kayapós mantêm um funcionário da Funai preso na área. A medida seria para chamar a atenção das autoridades para crimes ambientais como desmatamento e pesca predatória supostamente praticados por freqüentadores das pousadas instaladas em áreas de proteção permanente.

Esses problemas seriam antigos, mas o conflito em curso ocorreu após a explosão de uma caminhonete da Funai que era usada pelos índios, há sete dias. Depois disso, cerca de 160 kayapós da Terra Indígena Capoto/Jarina se deslocaram para a aldeia Kapotnhinore e o clima ficou tenso.

Ontem o Ministério Público Federal cobrou uma atuação imediata da Funai para que coordene e articule o comparecimento de uma equipe, juntamente com o grupo tático da Polícia Federal, para apurar a situação e intermediar uma solução pacífica. Os índios querem denunciar diretamente à Polícia a prática de crimes ambientais e da explosão da camionete, que apontam como um ato criminoso.

Sebastião Martins disse que a situação está relativamente tranqüila na aldeia e que o funcionário está ajudando os índios a elaborar documentos sobre a situação vivida por eles.

http://www.diariodecuiaba.com.br/detalhe.php?cod=406888

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.