VOLTAR

Índios ocupam a Funai e exigem terras demarcadas

Correio Braziliense (Brasilia - DF)
14 de nov de 1988

João Pessoa - Mais índios da aldeia de Jaca­ré, de São Domingos, es­tão acampados, desde o início da semana, em João Pessoa, com o obje­tivo de solidarizar-se com os companheiros que, há mais de um mês, ocu­pam, no centro da cidade, a sede da Funai - Funda­ção Nacional do índio, pa­ra pressionar o órgão no sentido de cumprir o que prometeu: garantir a de­
marcação das terras indígenas na Paraíba.
Mas, segundo se infor­ma localmente, a Funai, como órgâo administrati­vo, não se responsabiliza por esta questão, visto que, o problema da demarcação é um assunto meramente do âmbito do "grupão"; que até o momento, não tomou nenhu­ma iniciativa no sentido de solucionar os impasses surgidos no Estado. Des­ta maneira, a situação dos índios paraibanos - que hoje sâo muito poucos - é constante estado de
conflito com empresá­rios, seus vizinhos, espe­cialmente com produto­res rurais, que desejam tomar-lhes as terras.
As lideranças indígenas querem até a ajuda do go­vernador Tarcísio Burity.
Para eles, o governador poderia viajar a Brasília a fim de acompanhar de
perto o processo de de­marcação das terras. Os indios dizem que, através
do administrador da Fu­nai em Joao Pessoa, Ma­noel Marcos da Silva, não
foi possível, até o momen­to, conseguir qualquer ajuda financeira para que
os próprios índios acom­panhem o assunto na Ca­pital Federal.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.