VOLTAR

Índios entram com ação no MP contra Funasa

A Gazeta de Alagoas-Maceió-AL
22 de nov de 2001

Uma comissão representativa dos grupos indígenas de Alagoas protocolou, ontem, na
Procuradoria Geral da República, um documento solicitando inquérito administrativo para
apurar onde e de que forma foi aplicada a verba enviada pelo governo federal para a Fundação
Nacional da Saúde (Funasa) prestar assistência à saúde dos índios.
"Estamos sem nenhuma assistência e fomos informados de que os recursos chegaram. Resta
esclarecer como foram usados", afirmou Lindomar Xocó, presidente do Conselho Distrital de
Saúde Indígena do Nordeste, Minas e Espírito Santo.
Segundo ele, na última reunião do Conselho de Saúde Indígena foi confirmado o recebimento
dos recursos, da ordem de R$ 800 mil para o exercício de 2001, mas o planejamento para a
área de saúde vem sendo descumprido em todas as comunidades: wassu cocal, tinqui botó,
karapotós, kariri xocó, jeripancó, karuazú, kalancó, xucuru kariri.
De acordo com o planejamento elaborado em conjunto pela direção da Funasa e pelos índios,
cada comunidade deve ter uma equipe multidisciplinar à disposição, com médico, dentista,
psicólogo, enfermeiro e auxiliar de enfermagem, entre outros profissionais.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.