VOLTAR

Índios e fazendeiros entram em conflito na divisa de Mato Grosso e Pará

Só Notícias - http://www.sonoticias.com.br/
Autor: Weverton Correa
11 de fev de 2012

A Fundação Nacional do Índio de Colíder (160 km de Sinop) articula junto à Polícia Federal uma ação para evitar o confronto direto entre fazendeiros e índios das etnias Kayapó e Juruna, por uma área limitada entre os municípios mato-grossenses de Santa Cruz do Xingu e Vila Rica, e a divisa com São Félix do Xingu (PA). O coordenador regional da Funai, Sebastião Martins, explicou, ao Só Notícias, que os indígenas querem o início do estudo antropológico para a demarcação e inclusão das terras em uma reserva indígena, por parte da entidade em Brasília, além do governo, e a saída dos que consideram "posseiros". Um inquérito vai ser aberto para apurar o conflito.

Sebastião afirmou que a área é de preservação permanente, mas pousadas e empreendidos estão instalados irregularmente e atraem um grande número de pessoas, principalmente pescadores. "Causando uma depreciação do ecossistema. Os índios tem muito cuidado com isso, já que consideram aquele local um berçário da fauna ictia", disse, afirmando que, inclusive, os estabelecimentos já foram notificados pelo Instituto Brasileiro do Ambiente e dos Recursos Renováveis (Ibama). "Os índios tem uma tradição cultural muito forte naquela região, sendo o local onde nasceram seus anciãos", acescentou.

O coordenador explicou que o clima esquentou, ontem, após uma caminhonete utilizada pelo índios, que ficou atolada, ter sido queimada. Cerca de 160 estão acampados nas proximidades dos estabelecimentos e pelo menos três funcionários da Funai, indígenas, estão lá, tentando "apaziguar" os ânimos."Então, a fundação já está representada lá. Está acompanhando de perto".

Uma das intenções com a Polícia Federal é abrir inquérito para apurar o conflito. É pleiteado um helicóptero da própria Polícia Federal ou do Ibama, para que mais agentes se desloquem a zona de conflito, já que o acesso é difícil neste período, "em decorrências da chuvas", segundo Sebastião. Ainda não há previsão para a chegada dos policiais, já que a região é circunscrição da PF paraense.

http://www.sonoticias.com.br/noticias/7/145232/indios-e-fazendeiros-ent…

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.