VOLTAR

Índios devastam para comer

O Globo, Rio de Janeiro - RJ
09 de mai de 1989

Os caciques Tuto Pombo e Pangrá, da nação kayapó, brigam com a Funai para liberar a venda de cerca de 18 mil metros cúbicos de madeira de lei já derrubada, pois as aldeias estão sem recursos para comprar alimentos. Enquanto isso, o cacique Raoni, também da nação kayapó, está na Europa acompanhado do roqueiro Sting e não tem poupado esforços para manter a proibição e preservar parte da área, que apresenta na Europa como espaço para a futura reserva da nação indígena Kayapó. Ontem, os dois encontraram-se com os reis da Espanha, em mais uma etapa de divulgação da campanha pela preservação da Floresta Amazônica.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.