VOLTAR

Índios demarcam a própria terra

Correio da Paraíba (João Pessoa - PB)
Autor: Rogéria Araújo
01 de jun de 1999

Cansados de esperar por uma decisão da Funai, os índios da aldeia Jaraguá, no município de Montemor, resolveram eles mesmos fazer a demarcação de uma área de 5.300 hectares. O direito de posse, segundo infor­mou o cacique José Vicente da Silva, já havia sido publicado no Diário Oficial em junho de 97.
Todo o trabalho de levanta­mento da área começou a ser feito em 1995. Desde então os representantes da aldeia parti­ram para a Justiça para reaver o terreno. No ano seguinte a ação começou a correr na Justiça e em 1997 a assunto foi julgado em última instância a causa foi ga­nha pelos índios. "A contece que nesse tempo para cá, nós tive­mos inúmeros contatos com a Funai e até agora nada foi resol­vido. A terra é nossa e já que temos direito não vamos esperar mais e nós mesmos vamos fazer a demarcação", falou o ca­cique.

80 FAMÍLIAS
A reserva indígena de Montemor conta, atualmente, com 80 familias que vivem na vila em condições de extrema pobreza. Segundo acrescentou Vicente da Silva a demarcação das terras representa um novo começo para os índios.
O próximo passo depois da demarcação, informou o cacique, será fundar uma sede administrativa que servirá de ponto de apoio para resolução dos problemas indígenas. "Vamos nos organizar da melhor forma possível. Para isso vamos criar um setor administrativo aqui mesmo para podermos levar nossas ações em frente", disse. Não foi possível contatar com a superintendência da Funai para maiores informações.

CONFLITOS
Os índios da aldeia Jaraguá começaram a delimitar as terras partindo de um ponto que fica perto de um trecho do rio Mamanguape. Foi neste local, denominado de 'ponto das pedras', em que foi registrado o primei­ro documento de reconhecimen­to de posse da terra datado em 1867. De acordo com o cacique Vicente, as terras passaram da Cia. Lundi para as usinas Japungu e Miriri. "Só que eles pertencem ao povo indígena e fomos reaver isto na Justiça e ganha­mos", disse o cacique.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.