VOLTAR

Índios da PB vão à Brasília para conseguir demarcação de reserva

O Norte-João Pessoa-PB
05 de abr de 2004

Uma comissão de 45 índios potiguara das 27 aldeias existentes na Paraíba embarca nesta sexta-feira, dia 9, para Brasília. O objetivo é conseguir uma audiência com o presidente Luiz Inácio "Lula" da Silva para reivindicar a demarcação da reserva de Monte-Mor, localizada entre os municípios de Rio Tinto e Marcação, no litoral norte do estado.

O potiguara José Ciriaco, que coordena o Grupo de Trabalho Indígena da Universidade Federal da Paraíba, disse que a reserva de Monte-Mor possui área de 7,8 mil hectares e que habitam a região entre 3 a 4 mil indígenas.

José Ciriaco relatou que os índios aguardam há uma década pela demarcação da reserva. "O relatório seria aprovado em 89, mas, Renan Calheiros contestou e pediu uma revisão. O prazo para entrega do novo relatório terminou em dezembro do ano passado e até agora o trabalho não foi concluído", comentou.

Na Paraíba, disse José Ciriaco, os índios potiguara vivem em 27 aldeias espalhadas pelo município de Marcação, Rio Tinto e Baía da Traição. Ele frisou que a intenção do grupo indígena que irá a Brasília é permanecer no local até o dia 19 de abril, Dia do Índio, para pressionar as bancadas federais dos estados a aprovarem medidas em prol da comunidade indígenas e quando serão realizadas manifestações com índios de todo o país na Esplanada dos Ministérios.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.