VOLTAR

Índio quer teclar!

Diário Popular (São Paulo - SP)
11 de abr de 2000

Quase 500 anos após os primeiros contatos dos portugueses com índios do Brasil, os povos nativos buscam acesso aos equipamentos modernos, que, segundo eles, poderão ajudar a resgatar a cultura: os computadores conectados à internet. De acordo com dados do Instituto Socioambiental, há aproximadamente duzentos grupos indígenas no país.
Frederico Pankararu, presidente da Associação Indígena Pankararu, acredita que a maioria dos indígenas ainda levará anos para ter acesso à internet. Para os índios Guarani, que vivem em Parelheiros, Zona Sul de São Paulo, o acesso não deverá chegar em breve. A situação dos computadores é crítica.
Entre os projetos expostos pela reportagem, há o plano dos Ashaninka do Acre de lançar uma página para levar sua cultura para o mundo. Além desse projeto, há também a proposta de um Xavante de lançar um CD-ROM com os hábitos e costumes de seu povo.
Para acessar conteúdos sobre cultura indígena, o site do Instituto Socioambiental mostra-se como um dos mais completos disponíveis na rede. O objetivo da organização é fornecer um conteúdo atualizado e contextualizado em mais de vinte anos de pesquisa.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.