VOLTAR

Índio morre no HE após tomar veneno de matar ratos

Dourados News-Dourados-MS
17 de Nov de 2005

Morreu na madrugada de hoje, na UTI do Hospital Evangélico, o indígena Nogino Gonçalves Fernandes Arévalo, de 21 anos, morador na aldeia Bororó, na Reserva Indígena de Dourados.

Ontem, por volta das 13 horas, eles havia ingerido uma dose exagerada de veneno utilizado para matar ratos e foi internado às pressas, encaminhado pelo chefe do posto da Funai na Reserva, Isaque de Souza, de 43 anos.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.