VOLTAR

Índio é assassinado e filho baleado em aldeia no sul da Bahia

Correio - http://www.correio24horas.com.br
11 de mar de 2014

Agnaldo Oliveira Brás, 35 anos, estava jantando com o filho no momento do crime

Um índio da tribo pataxó foi morto a tiros na aldeia Imbiriba, em Porto Seguro, no sul da Bahia, na noite de segunda-feira (10). Agnaldo Oliveira Brás, 31 anos, havia acabado de jantar jantando na sala de casa com os dois filhos, duas filhas e sua esposa, quando foi surpreendido por um homem armado, por volta de 20h40.

Atingido na cabeça, Agnaldo morreu na hora. Um dos seus filhos, de 12 anos dele também foi atingido de raspão por dois tiros na perna direita e foi encaminhado para o Hospital Luís Eduardo Magalhães. Segundo informações da delegada de Arraial D'Ajuda, Valéria Fonseca Chaves, as duas filhas do índio estavam em outro cômodo e não ficaram feridas. O garoto ferido pelos disparos está fora de perigo.

A polícia suspeita que o crime esteja relacionado com o fato de que Agnaldo era odiado por algumas pessoas que moravam na região da aldeia Imbiriba. "Ele era servidor público, trabalhava como sub-administrador da aldeia. Recentemente muitas pessoas na região de Imbiriba estavam sendo presas por tráfico de drogas e porte de armas. Tinha gente que achava que era Agnaldo que fazia essas denúncias, mas ele não tinha relação com isso". afirma a delegada Valéria.

Segundo o cacique Zeca Pataxó, coordenador do Movimento Indígena da Bahia (Miba), ele ainda não consegue entender porque o homicídio teria acontecido. "Ele era uma pessoa muito tranquila e estava trabalhando para a Prefeitura como administrador da aldeia. A gente não consegue entender porque isso aconteceu. A polícia está trabalhando em cima disso. Estamos cobrando das autoridades mais agilidade possível", diz o coordenador.

Segundo a delegada Valéria Fonseca Chaves, dois homens estavam envolvidos no crime. Um deles invadiu a casa para realizar os disparos, enquanto o outro esperou com uma moto do lado de fora da residência. Os dois estavam com os rostos cobertos com camisas, o que dificultou a sua identificação.

A Polícia Militar ainda realizou rondas na aldeia após o crime, mas nenhum suspeito foi localizado. A família aguarda liberação do corpo do índio pelo Departamento de Polícia Técnica de Porto Seguro. O sepultamento está marcado para as 17h desta terça-feira (11), na aldeia Imbiriba.

http://www.correio24horas.com.br/detalhe/noticia/indio-e-assassinado-e-…

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.