VOLTAR

Índio depõe sobre morte de sindicalista no Acre

Jornal de Brasília
24 de mai de 1981

O sertanista Apoena Meireles acompanhou, ontem, o Apurinã Manoel, que foi prestar depoimento na Polícia Federal sobre a morte do delegado sindical de Boca do Acre, Manoel Ferreira, ocorrida na última quarta-feira. A matéria trata também de assuntos relacionados aos Manchineri e aos Xokleng, além da primeira Assembléia da União das Nações Indígenas, acontecida no Mato Grosso do Sul.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.