VOLTAR

Índio denuncia mortes na região de garimpo

A Crítica (Manaus - AM)
18 de mar de 1993

O secretário das Organizações Indígenas do Rio Negro (Foirn), o índio Tukano Maximiliano Menezes, disse que há tensão na área de garimpo localizada entre Santa Izabel do Rio Negro e São Gabriel da Cachoeira. Em média, estão morrendo cinco pessoas por dia. Segundo a liderança indígena, garimpeiros estão cometendo atrocidades, inclusive abusos sexuais contra índias.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.