VOLTAR

Índio Apurinã matou o delegado sindical

O Liberal (Belém-PA)
21 de mai de 1981

O índio Apurinã Nozinho Gonçalves, da aldeia de Terra-Firme, matou ontem com um tiro de espingarda disparado à queima-roupa o delegado sindical Manoel Ferreira Criado, do Sindicato dos Trabalhadores Rurais do município.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.