VOLTAR

Indígenas Karajá recebem informações sobre projeto de inclusão sociopolítica

O girassol http://www.ogirassol.com.br/
27 de fev de 2018

O juiz eleitoral da 13o Zona Eleitoral de Cristalândia, Wellington Magalhães, o chefe de cartório, Carlos Moreno Júnior e o procurador federal da Funai, Lusmar Soares Filho, se reuniram com os caciques e representantes das aldeias indígenas Macaúbas, Santa Izabel do Morro e Aldeia Fontoura, para explicar sobre o projeto de Inclusão Sociopolítica das Comunidades Indígenas do Tocantins. O encontro com os povos indígenas da etnia Karajá aconteceu na última sexta-feira (23/2), no município de Santa Terezinha, no Mato Grosso, e no sábado (24/2) na Aldeia Santa Izabel, localizada na ilha do Bananal.

Cada comunidade indígena deve indicar um representante para participar da primeira fase do projeto, que terá oficinas e debates sobre as principais dificuldades para efetivação dos direitos à cidadania, como o direito ao voto. As oficinas acontecerão no próximo mês de março.

O juiz eleitoral, Wellington Magalhães, destacou que o projeto discutirá a questão da segurança nas eleições dentro das comunidades indígenas, além de trabalhar e discutir a representatividade política no processo eleitoral. "É muito importante também o dialogo entre as instituições e a cultura indígena, proporcionando assim maior plenitude ao exercício da cidadania", ressaltou o magistrado.

O cacique da Aldeia Macaúbas e 2o coordenador da articulação dos povos indígenas do Tocantins, Natael Karajá, cantou que os principais problemas enfrentados pelas comunidades Karajá são a falta de representantes e a tentativa de compra de voto. "Estamos sempre falando sobre a importância do voto consciente, muitas vezes o 'tori' (dialeto usado para o não-índio) vem aqui na aldeia promete e depois não cumpre", relatou.

"A Funai está sendo parceira e dando apoio integral a esse projeto, pois acreditamos que através dessa iniciativa da Justiça Eleitoral do Tocantins, podemos inserir as comunidades indígenas no processo eleitoral, que é muito importante para sua representatividade junto as instituições públicas", avaliou o procurador federal da Funai, Lusmar Soares Filho.

Visitas

O cronograma de visitas às Aldeias segue até esta quinta-feira, 1o de março, nas Zonas Eleitorais de Tocantinópolis e Formoso do Araguaia.

http://www.ogirassol.com.br/especial/indigenas-karaja-recebem-informaco…

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.