VOLTAR

A ilha e o pântano

Folha de São Paulo (São Paulo-SP)
Autor: Washington Novaes
10 de jan de 1985

O Conselho Estadual de Cultura de Goiás, por proposta da conselheira Maria Baiocchi, levou à Secretaria de Cultura do Ministério de Educação um pedido de tombamento da Ilha do Bananal como Patrimônio da Humanidade, além da criação de um Centro Científico que tenha como objetivos básicos a realização de levantamentos, pesquisas e estudos a fim de assegurar a integridade dos povos Karajá e Javaé. Segundo a proposta, o patrimônio ecológico da ilha está ameaçado pela construção da rodovia GO-262, que cortará tanto o Parque Nacional do Araguaia quanto o Parque Indígena do Araguaia.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.