VOLTAR

Ilha do Bananal - Rodovia é uma ameaça aos Karajá e à ecologia

Diário da Manhã (Goiânia-GO)
Autor: José Renato Assis
11 de jan de 1983

A antropóloga Mari Baiocchi é uma das principais personagens no combate à construção da rodovia na Ilha do Bananal, cortando ao meio o Parque Nacional do Araguaia. Para ela, com a rodovia pronta será difícil a sobrevivência do povo Karajá, tradicional habitante da região. Na tentativa de barrar sua construção, Mari chegou a propor o tombamento da Ilha do Bananal como patrimônio universal.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.