VOLTAR

Ibama faz apreensão de madeira

Jornal do Brasil (Rio de Janeiro - RJ)
10 de ago de 1993

Ibama apreende 5,4 mil toras de mogno, extraídas de aldeias indígenas, no sul do Pará.

O ministro do Meio Ambiente acusa os Kayapó das aldeias Pukany e Kubenkokré de autorizarem a extração. O chefe do posto da Funai e o diretor de Assistência da Funai, também estariam envolvido.

Para evitar novas ocorrências de desmatamento, o Um programa de controle e fiscalização de áreas da Amazônia Legal.

Ministro do Meio Ambiente juntamente com os ministros das Minas e Energias e o da Justiça, assinam portaria que estabelece programa de fiscalização e controle permanente, inclusive em áreas de reserva indígena.

O presidente da Funai, Claudio Romero, deverá viajar para as aldeias no sul do Pará, afim de negociar com os indígenas. Os Kayapó condicionaram a suspensão da extração de madeira ao recebimento de 50 mil dólares por aldeia.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.