VOLTAR

GT Indígena/SEAMPO/UFPB

SEAMPO-João Pessoa-PB
09 de jul de 2003

Informações mais precisas nos chegam a respeito da retomada Potiguara. A
área que os índios estão reocupando chega a 60 ha, na aldeia Vila de
Monte-Mór. Cerca de 45 famílias estão preparando o terreno para iniciar
suas plantações. A liderança indígena local, sr. Vado, informou que o
número de famílias que estão aderindo à retomada é cada vez maior. Vado
informou que essa ação é a forma que os índios encontram para pressionar
o governo federal para o processo de regularização da TI Monte-Mór, que
se arrasta há quase vinte anos.

A área é atualmente ocupada pela destilaria Miriri, que, ao lado da
usina Japungu, é uma das maiores invasoras da Terra Indígena Monte-Mór,
além disso, é acusada pelos índios de ser uma das principais poluidoras
dos manguesais do rio Mamanguape, importantes fontes de alimentação e
geração de renda para os índios.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.