VOLTAR

Grupo isolado Korubo faz contato

Funai- http://www.funai.gov.br
17 de set de 2014

Um grupo do povo indígena isolado Korubo estabeleceu contato com indígenas Kanamari no rio Itaquaí, Terra Indígena (T.I.) Vale do Javari, Amazonas. O grupo formado por um homem, uma mulher e quatro crianças foi levado para a aldeia Massapê pelo povo Kanamari no último dia 9 de setembro.

No dia seguinte, receberam os primeiros atendimentos médicos preventivos na própria aldeia. As equipes da FUNAI e da SESAI iniciaram encaminhamentos visando à proteção epidemiológica do grupo Korubo, tomando as medidas necessárias para o acionamento do Plano de Contingência para situações de contato com grupos isolados.

No momento, o grupo encontra-se na Base de Proteção Etnoambiental Ituí-Itaquaí da Funai, onde servidores da Fundação mantêm diálogo com os indígenas recém-contatados para assegurar a garantia de sua autonomia e autodeterminação, visando ainda um isolamento epidemiológico.

O povo Korubo

Um outro grupo do povo Korubo, composto por 16 pessoas, foi contatado em 1996 pela FUNAI, que diagnosticou, na época, a necessidade de estabelecimento de contato após sucessivos conflitos com o entorno não-indígena, que acarretaram várias mortes entre os Korubo. Atualmente, a população contatada de 33 pessoas vive no rio Ituí, Terra Indígena Vale do Javari. Há ainda outros grupos Korubo que permanecem em situação de isolamento e que são monitorados pela FUNAI.

Além do atendimento ao grupo Korubo contatado em 1996, a FUNAI atua na localização e no monitoramento de povos indígenas isolados e na proteção territorial na T.I. Vale do Javari. A região abriga a maior quantidade conhecida de povos indígenas isolados do mundo.

http://www.funai.gov.br/index.php/comunicacao/noticias/3040-grupo-isola…

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.