VOLTAR

Grupo goiano luta contra extinção de tribo Carajá

Correio Braziliense (Brasília-DF)
Autor: Cida Almeida
04 de abr de 1992

Se não forem tomadas providências urgentes por parte da Funai e do poder público estadual, os índios Karajá de Aruanã, que estão confinados a uma área de 15 mil metros quadrados no centro da cidade, poderão ser dizimados. Outro pequeno grupo que também se encontra em Goiás, os Ava-Canoeiro, num total de nove indígenas, aguardam a demarcação de uma reserva em Minaçu, região onde está sendo construída a Usina Hidrelétrica Serra da Mesa.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.