VOLTAR

Governo troca floresta grilada por floresta submersa

Agência Brasil de Fato - www.brasildefato.com.br
03 de Ago de 2009

Para defender grandes produtores rurais e o projeto das hidrelétrica, em junho deste ano, o ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, aceitou a proposta do governador de Rondônia, Ivo Cassol, de trocar parte da Floresta Nacional do Bom Futuro por duas áreas de preservação estaduais, Rio Vermelho A e B.

Na proposta firmada entre os governos, dos atuais 2.700 km² da reserva federal, 1.400 serão repassados a Rondônia, sendo que metade servirá para assentar as famílias que moram no local e outra parte se transformará em floresta estadual.

As reservas que serão repassadas ao governo federal serão a Rio Vermelho A e Rio Vermelho B, que, somadas, dão 1.800 km². Grande parte (o Ministério do Meio Ambiente não sabe dizer quanto) das duas reservas serão inundadas.

A Floresta Nacional do Bom Futuro é uma das reservas nacionais mais devastas, dentro dela vivem cerca de 3 mil pessoas, entre pequenos, médios e grandes produtores rurais que possuem até 20 mil cabeças de gado.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.