VOLTAR

Golpe no Xingu. Sai Raoni, entra Tutu Pombo.

Jornal da Tarde, São Paulo - SP
02 de jun de 1990

O cacique Raoni foi afastado da liderança dos Kayapó, por decisão tomada num encontro de 39 caciques de 12 aldeias. A partir de agora apenas o cacique Tutu Pombo, que é primo de Raoni e seu rival, tem a permissão para falar em nome dos Kayapó. Os caciques criticaram o posicionamento de Raoni nas suas viagens pelo Brasil e pelo exterior, em que se mostrou contrário a acordos entre índios e brancos para a exploração dos recursos naturais existentes nas reservas indígenas. Já Tutu Pombo é considerado o cacique mais aberto ao contato com as frentes econômicas.
a notícia menciona também o projeto do secretário do meio ambiente, José Lutzemberger, de ampliação das reservas extrativistas na Amazônia.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.