VOLTAR

Fundação Florestal capacita equipe para atuar em casos de derrame de óleo

Fundação Florestal - http://fflorestal.sp.gov.br/
09 de Set de 2015

Iniciativa visa proporcionar condições adequadas para atuação em casos de emergência que ameaçam as Unidades de Conservação paulistas

Entre os dias 25 e 28 de agosto, a equipe da Fundação Florestal participou de mais um curso sobre atuação em caso de derrame de óleo no mar. O curso On Scene Commander, certificado pela International Maritime Organization, teve como objetivo habilitar os profissionais a atuarem como responsáveis pela equipe de resposta à emergência, no desenvolvimento e implementação de uma organização de atendimento, assim como a coordenação do trabalho com outros agentes envolvidos nas ações, em decisões e aplicações de estratégias e táticas, usadas na limpeza do óleo derramado, além de orientar sobre a coleta das informações exigidas na recuperação da costa.

Essa ação integra uma das condicionantes estabelecidas pela Fundação Florestal em virtude do licenciamento da "Atividade de Produção e Escoamento de Petróleo e Gás Natural do Polo Pré-Sal da Bacia de Santos - Etapa 1 (Petrobras)" e está relacionada ao fato de que o litoral de São Paulo possui grande sensibilidade ao óleo.

Os 17 funcionários (guardas-parques, gestores, agentes, técnicos e analistas de recursos ambientais) que foram capacitados também participaram do curso First Responder (Padrão IMO) e dos treinamentos do Plano de Emergência para Vazamento de Óleo na Bacia de Santos e SGE: Sistema de Gerenciamento de Emergências.

De acordo com os organizadores e analistas da Fundação, Victor Quartier e Felipe Zanusso Souza, o objetivo desse ciclo de capacitações é proporcionar ao corpo funcional da instituição condições adequadas para atuar em situações de emergência, como em casos de vazamento de óleo, especialmente aquelas que possam ameaçar as Unidades de Conservação paulistas.

"Nossa expectativa é que a cada ano possamos formar mais, e melhor, os funcionários da Fundação, de modo a consolidar conhecimentos sobre esse tema que tende a ser cada vez mais importante para as UCs costeiras e marinhas", afirmou Felipe Souza.

Para Jorge Andrade, que atua com as UCs do Mosaico da Juréia-Itatins, o curso foi uma grande oportunidade para aprimorar os conhecimentos sobre situações de emergência. "Especialmente neste último, onde realizamos uma simulação de acidente com vazamento de óleo, verificamos que os conceitos e a estrutura de resposta podem ser, inclusive, replicados em outras áreas da gestão das UCs", afirmou Andrade.

http://fflorestal.sp.gov.br/2015/09/09/fundacao-florestal-capacita-equi…

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.