VOLTAR

Funasa realiza missão de imunização em aldeias indígenas

Rondônia Agora
21 de mar de 2007

As equipes multidisciplinares de saúde da Coordenação Regional da Funasa de Rondônia (Core-RO) encontram-se nas aldeias indígenas atendidas pela entidade nos estados de Rondônia, sul do Amazonas e norte do Mato Grosso, realizando a primeira missão de imunização, deste ano. Indígenas de todas as faixas etárias são imunizados, de acordo com a necessidade de cada um.

Este trabalho é realizado a cada trimestre pelo Distrito Sanitário Especial Indígena (Dsei) de Porto Velho e semanalmente pelo Distrito Sanitário Especial Indígena (Dsei) de Vilhena. Vale ressaltar, que os indígenas também são imunizados
durante as campanhas preconizadas pelo Ministério da Saúde (MS), através do Programa Nacional de Imunização (PNI).

As ações de imunização são desempenhadas pelas equipes multidisciplinares compostas por enfermeiros, técnicos de enfermagem, agentes indígenas de saúde (AIS), agentes indígenas de saneamento (Aisan), nutricionistas e dentistas.
Embora MS preconize que sejam realizadas duas missões de imunização por ano, a Funasa em Rondônia chega a realizar nas aldeias até seis missões, no mesmo período, no intuito de imunizar todos os indígenas, apesar da forma de vida adotada por alguns povos indígenas, dificultar este trabalho.

Resultados em 2006

Em 2006, índios de 244 aldeias foram imunizados pelas equipes de saúde da Coordenação Regional da Funasa. Por ter alcançado a cobertura vacinal adequada, estabelecidas pelo MS, os Dsei de Porto Velho e Vilhena não foram incluídos no 'Semana Ibero-Americana de Vacinação', realizada no ano passado, com objetivo de imunizar as populações
indígenas que habitam áreas de difícil acesso.

Durante as missões de vacinação as comunidades indígenas receberam as seguintes vacinas: sabim (paralisia infantil); BCG (tuberculose); hepatite B (hepatite B); tetra valente, tríplice bacteriana DPT (difteria, coqueluche e tétano); tríplice
viral (rubéola, sarampo, caxumba); febre amarela (febre amarela), pneumo 23 (formas graves de pneumonia); varicela (varicela), dupla vírus (tétano e difteria), rota vírus humano (diarréia aguda) e influenza (complicações da gripe).

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.