VOLTAR

Funasa planeja ações de apoio à etnia

Diário da Amazônia-Porto Velho-RO
25 de jul de 2005

A coordenadora regional substituta da Funasa, Maria do Socorro Frayha, informa que o órgão em Rondônia está buscando parcerias com a Fundação Nacional do Índio (Funai), visando a elaboração de um projeto de subsistência para etnia pirahã. A intenção é elaborar um programa que supra as necessidades do povo em relação à alimentação, evitando que os índios se desloquem com freqüência em busca de comida, o que dificulta a atividades das equipes de saúde da Funasa.
Quanto às dificuldades provocadas pela língua pouco conhecida dos pirahãs, pertencente à família Mura, Maria do Socorro Frayha, diz que ainda esta semana um intérprete com fluência no idioma será contratado para trabalhar no pólo de atendimento da Funai em Humaitá (AM). "Já contamos com a ajuda de uma índia da etnia diahoi, que entende um pouco da língua pirahã, e também do apoio do agente de saúde da Funasa, um índio também diahoi, que vive com os pirahãs, para estabelecermos comunicação, mas precisamos de reforço", admite.
A coordenadora explica que a Funasa atende 48 etnias formadas por mais de sete mil índios. Ela garante que o órgão tem feito o possível para dar suporte a todos os povos. Não somente ao pirahã.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.