VOLTAR

Funai registra 700 mortes em 92

Jornal do Brasil (Rio de Janeiro - RJ)
05 de set de 1992

O Departamento de Saúde da Funai anunciou que cerca de setecentos índios morreram em todo o país no primeiro semestre de 1992. A situação mais crítica de acordo com o presidente da Funai, Sydney Possuelo, ocorre com os Yanomami dos estados de Roraima e Amazonas.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.