VOLTAR

Funai fará expedição para tentar localizar botocudos

Jornal do Brasil
01 de fev de 1974

O antropólogo Fiorello Parise, que viajou para substituir o sertanista Antônio Campinas junto aos kreen-akarores da frente de atração do rio Peixoto de Azevedo, em Mato Grosso, descobriu na região da Rodovia Perimetral Norte - Território do Amapá - vestígios de índios de uma tribo desconhecida, possivelmente Botocudos. Uma expedição tentará localizá-los.

Os kreen akarore chegam a caminhar 80km por dia para se juntar aos militares na estrada Cuiabá-Santarém, seduzidos pelas máquinas. Estão abandonando suas roças por conta disso, o que é muito preocupante.

A notícia também traz informações sobre as tentativas de contato com os avá-canoeiro com a ajuda de índios xavante; sobre o Curso de Treinamento para elaboração de uma literatura indígena, do professor Albert Graham; e sobre a redução das terras dos índios cinta-larga.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.