VOLTAR

Funai enganou 3 tribos para liberar o avião

Jornal de Brasília
21 de ago de 1983

Em meados de junho, o sertanista Cláudio Villas Boas viajou para o Parque Indígena do Xingu, com a missão de convencer os índios Kaiabi, Juruna (Kisêdjê) e Suyá (Yudjá) a liberarem o avião Cessa que ali pousada sem autorização. Repórter revela trechos da conversa de Villas Boas e mostra que o avião foi liberado mediante um estratagema bem arquitetado por Cláudio Romero, diretor do Parque Xingu.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.