VOLTAR

Funai e Cimi dividem os índios da nação Xacriabá

O Estado de Minas (Belo Horizonte - MG)
Autor: DAMASCENO, Marília
26 de jun de 1996

Cimi e Funai disputam as formas de ajuda ao povo indígena Xakriabá, baseadas em concepções diferentes. Enquanto a Funai supostamente emprega um tipo de assistencialismo em sua relação com os povos indígenas, o Cimi defende a auto-sustentação e autonomia indígenas. Luciano, representante do Cimi, admite que essa disputa se dá em nível estadual. Porém, no dia a dia dos Xakriabá, Rodrigão, cacique da etnia, relata que essa divergência promove a discórdia e coloca os índios uns contra os outros. Ele acredita que o culpado pelo conflito é o Cimi, porém relatos de outros índios afirmam que a disputa parte da Funai. No que diz respeito às necessidades indígenas, o Cimi procurou ajuda junto à Escola Agrotécnica Federal, que desenvolve atualmente o Projeto "Pé na Caminhada", que atua através de mutirão, horta comunitária, desenvolveu um projeto de irrigação e busca tecnologia de baixo custo.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.