VOLTAR

Funai diz que incêndio em reserva dos índios Bororos foi controlado

24 Horas News-Cuiabá-MT
Autor: Eduardo Ramos
30 de ago de 2005

O responsável pelo escritório da Funai em Rondonópolis, o interventor Benedito José de Oliveira, disse hoje que o incêndio na reserva Tadarimana está controlado. A informação é contestada por pessoas que moram em fazendas próximas à reserva. O comando do 3o Batalhão de Bombeiros Militares em Rondonópolis, que suspendeu os trabalhos na área na última sexta-feira alegando falta de segurança, informou não ter dados oficiais sobre a situação na reserva.

O interventor da Funai disse ter conversado hoje à tarde com o chefe do posto da Reserva Tadarimana, que apresentou um relato otimista. Segundo ele, a situação na reserva é tranqüila e os próprios índios estariam combatendo ao incêndio. "A informação que recebemos é que a chuva que caiu na tarde desta terça-feira debelou o incêndio. Ainda há alguns pequenos focos de fogo, mas a situação está sob controle", assegurou o interventor da Funai.

O major Vanderlei Bonoto, sub-comandante do 3o BBM, disse ter recebido informações diferentes, mas alegou que só poderia fazer uma declaração oficial após uma vistoria no local. "Para saber qual é a situação real teríamos de ir lá, hipótese que está afastada no momento por absoluta falta de segurança. Os bombeiros só voltarão à reserva Tadarimana acompanhados de representantes da Funai e da Polícia Federal. Não queremos a repetição de outra tentativa de seqüestro, como ocorreu na sexta-feira (26)", disse Bonoto.

O sub-comandante do 3o BBM também corrigiu a informação de que a Reserva não teria uma brigada composta por índios. Segundo ele, o Corpo de Bombeiros, com recursos do Prevfogo, treinou quarenta índios para atuarem na prevenção, combate e controle a incêndios. "Pode ser que a brigada não funcione, mas ela foi criada", afirmou.

Conforme Vanderlei Bonoto, o incêndio na reserva Tadarimana não é a única causa para o aumento da poluição do ar registrada nos últimos dias em Rondonópolis. Conforme ele há relatos de vários focos de queimadas na zona rural e também em áreas próximas ao município - como a reserva ecológica João Basso.

"Conseguimos impedir que as chamas chegassem até a parte histórica da reserva, a Cidade de Pedra. Mas ainda há vários focos e o trabalho de combate lá deve continuar intenso nos próximos dias", informou.

A equipe do 3o BBM também conseguiu extinguir ontem um incêndio de grandes proporções numa fazenda a 70 quilômetros de Rondonópolis e mantém a vigilância redobrada para atender notificações de fogo nas laterais das rodovias que cortam a região sul.

"Infelizmente esse tipo de acontecimento é comum nesta época do ano, devido principalmente às altas temperaturas e abaixa umidade. Enquanto não chover forte estaremos nesta situação", disse Bonoto.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.