VOLTAR

Funai conclui a construção de cinco escolas indígenas em Alagoas

Site da Funai
Autor: (Simone Cavalcante)
03 de out de 2002

A Funai concluiu a construção de seis escolas indígenas em Alagoas, que irão atender os estudantes das aldeias Kariri Xocó, Wassú-Cocal, Jeripanko, Fazenda Canto, Tingüi-Botó e Mata da Cafurna. A Administração Executiva Regional (ERA/AL) da Funai entregou oficialmente à Secretaria Estadual de Educação (Seduc/AL) cinco escolas indígenas, restando apenas a de Tingüi Boto. Agora, as comunidades indígenas aguardam que a Seduc/AL faça a compra de novas carteiras mesas e outros mobiliários. Os recursos para a construção foram do Fundescola e os equipamentos serão adquiridos com verba do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

Segundo a professora, Maria das Dores Oliveira, da etnia Pankararu, responsável pelo setor de educação da AER/AL, as aldeias de Kariri Xocó, Wassú-Cocal, Jeripanko e Fazenda Canto receberão escolas com quatro salas de aula, e Tingüi-Botó e Mata da Cafurna terão escolas com duas salas de aula, além das demais instalações. A professora contou que as comunidades aguardam anciosas o momento das inaugurações, pois estão funcionando de forma muito precária. "As novas escolas são muito importantes para as comunidades de Alagoas. Os Xucuru Kariri já estão tendo aulas na Escola Estadual Cacique Alfredo Celestino, em Palmeira dos Índios, mesmo sem os novos equipamentos, pois estavam sem local para estudar e funcionando em tenda de lona improvisada. Os Wassu Cocal estão organizando uma grande festa para comemorar a inauguração, logo que cheguem os equipamentos", relatou a professora.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.