VOLTAR

Formad intensifica diálogos no Xingu

Y Ikatu Xingu
Autor: Andre Alves
08 de mai de 2008

Fórum Mato-grossense de Meio Ambiente e Desenvolvimento está percorrendo o nordeste da Bacia do Xingu no Mato Grosso para divulgar a campanha 'Y Ikatu Xingu.

Desde fevereiro o Formad está percorrendo diversos municípios na região do Xingu, ao longo da BR-158, para divulgar a Campanha Y Ikatu Xingu e sua proposta de trabalho este ano. Vila Rica, São Félix do Araguaia, Porto Alegre do Norte, Canabrava do Norte, Confresa, Santa Cruz do Xingu e Querência estão entre os municípios de maior contato, onde várias reuniões foram estabelecidas com o setor público local, sindicatos de trabalhadores rurais e entidades não-governamentais.

Em Vila Rica foi planejado um seminário sobre Agricultura Familiar e Segurança Alimentar, a ser realizado no final do mês de abril, que será preparatório para um evento regional, envolvendo um maior número de muncípios e de suas lideranças onde discussões sobre o tema já estão acontecendo.

Em Porto Alegre do Norte foram intensificados os diálogos com os professores da Rede Municipal e Estadual de Ensino, onde estão sendo propostas ações para Campanha Y Ikatu Xingu voltadas para as escolas. Já em Confresa deverá ser realizado o Seminário Áreas Protegidas e Desenvolvimento Alternativo, sensibilizando agricultores, educadores e poder público local a executarem plano de ação ambientais para o município e comunidades.

Para Solange Pereira, coordenadora do Formad no projeto Governança Florestal, uma das principais iniciativas da campanha 'Y Ikatu Xingu, o Formad precisa continuar na região, fortalecendo as parcerias com uma rede de entidades e consolidando núcleos de mobilização e ação ambiental nos municípios da região das cabeceiras do rio Xingu.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.