VOLTAR

Força para diagnóstico em xavante

Diário de Cuiába - http://www.diariodecuiaba.com.br/
Autor: Francis Amorim
16 de mar de 2011

A Força Nacional de Saúde fará um diagnóstico da saúde da população xavante na região de Barra do Garças e Campinápolis. O anúncio foi feito pela a chefe-substituta do Distrito Sanitário Especial Indígena, Ledi da Silva.

Na ação a ser realizada no Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI Xavante), a equipe será composta por 29 profissionais (entre eles nove médicos), 11 veículos, três motolâncias do SAMU 192 e uma carreta do Movimento de Combate a Hanseníase.

"O envio da Força Nacional mostra o comprometimento do governo federal com a saúde indígena. Não sabíamos se a força seria deslocada para ajudar as vítimas do terremoto no Japão, mas agora está confirmado para este mês as ações desta equipe no distrito xavante", explica Ledi da Silva.

Ledi integrou na segunda-feira a equipe da Sesai que se reveza no distrito desde janeiro e responde como chefe-substituta do DSEI. "Percebemos que a população indígena já vê as mudanças. Estamos criando uma nova realidade para a saúde indígena, com a participação do controle social indígena e com uma nova estrutura de atendimento, para solucionar os problemas que detectamos".

AÇÕES - Desde o dia 14 de janeiro, um grupo de técnicos da Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai) trabalha na reestruturação do atendimento prestado aos indígenas no Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) do Xavante, na região de Barra do Garças. Nesta semana, a Sesai está concluindo as mudanças das duas Casas de Saúde do Índio (Casai) do distrito para novas sedes, melhorando a qualidade dos serviços prestados à população indígena.

"Todos os móveis e equipamentos destas Casais são novos. Estamos terminando a pintura e a organização desses dois ambientes. Faremos a mudanças das duas Casais simultaneamente", disse a chefe-substituta. As Casais do DSEI Xavante estão localizadas nos municípios de Barra do Garças e em Campinápolis.

Durante o período de permanência na região, os técnicos estão levantando informações sobre a morte de crianças provocadas por uma série de fatores que vão desde a desnutrição à falta de atendimento médico adequado. (Com assessoria da Sesai)

http://www.diariodecuiaba.com.br/detalhe.php?cod=389749

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.