VOLTAR

Floresta do Antimary ganha prêmio nacional

Página 20-Rio Branco-AC
Autor: Romerito Aquino
03 de dez de 2004

Prêmio será dado pelo BNDES, Fundação Getúlio Vargas e Fundação Ford, que podem classificar o projeto como os cinco de destaque nacional.
Na floresta do Antimary são desenvolvidas experiências no uso de recursos florestais.

Brasília - O uso múltiplo sustentável dos recursos da floresta acreana, que vem se transformando na melhor atividade econômica não só no Acre mas em toda a Amazônia brasileira, começa a ser reconhecido por instituições e órgãos nacionais de grande importância para o desenvolvimento nacional.

Isso foi o que fez a Fundação Getúlio Vargas (FGV), o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e a Fundação Ford, ao classificarem o projeto da Floresta Estadual do Antimary, executado pela Fundação de Tecnologia do Acre (Funtac), como um dos 20 melhores do país nas áreas de gestão pública e cidadania.

O projeto da Floresta do Antimary, que tem feito as melhores experiências de gestão pública em nível nacional no uso de recursos florestais, através de planos de manejo sustentável, foi classificado entre os 20 melhores entre 1.195 projetos de todo o país apresentados este ano para concorrer ao prêmio instituído em 1996 pela Fundação Getúlio Vargas.

Inserido dentro do Programa de Gestão Pública e Cidadania compartilhado pela FGV com o BNDES e Fundação Ford, o prêmio da fundação tem por objetivo identificar, analisar, premiar e disseminar as experiências inovadoras de instituições públicas estadual e municipal de todo o país. O programa conta, nos oito anos de anos de sua existência, com mais de seis mil experiências inscritas, vindas de diversos estados, de vários municípios e de todas as regiões brasileiras.

Além de ser classificado entre os 20 melhores projetos de gestão pública e cidadania, o projeto da Floresta Estadual do Antimary, situada na BR-364, entre Rio Branco e Sena Madureira, vai ser premiado e irá também concorrer na próxima quarta-feira, dia oito de dezembro, na sede do BNDES do Rio de Janeiro, a ser um dos cinco projetos de destaques este ano em todo o país.

Para concorrer à posição de destaque, o projeto do Antimary será apresentado de forma oral no Rio de Janeiro pela diretoria da Funtac, que também vai disponibilizar uma exposição em stands a ser montada no hall de entrada do evento na sede do BNDES.

A diretora técnica da Funtac, Tânia Guimarães, informou que o projeto foi denominado de "Desenvolvimento Sustentável na Amazônia Brasileira - Floresta Estadual do Antimary" e será difundido para todo o país no programa "Buscando Soluções", veiculado por uma rede de rádios comunitárias, além de constar de vídeos, publicações impressas e do site da Fundação Getúlio Vargas, que executa o processo de premiação do programa que divide com o BNDES e a Fundação Ford.
(Romerito Aquino-Página 20-Rio Branco-AC-03/12/04)

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.