VOLTAR

Filhote de baleia-franca encalha em Jaguaruna

Engeplus - http://www.engeplus.com.br
Autor: Redação Engeplus
30 de ago de 2018

Filhote de baleia-franca encalha em Jaguaruna
30/08/2018 às 18:26

Por Redação Engeplus

Equipes do Protocolo de Encalhes da APA da Baleia Franca realizam atendimento

Um filhote de baleia franca foi encontrado encalhado no inicio da manhã de quinta, dia 30 na Barra do Torneiro, em Jaguaruna (SC). Um pescador visualizou o animal e acionou a Colonia de Pesca Z33 que imediatamente contatou a Área de Proteção Ambiental da Baleia Franca (APABF)/ICMBio. Equipes da coordenação do protocolo de Encalhes e Enredamentos de Mamiferos Marinhos da APABF/ICMBio deslocaram-se até o local no meio da manhã. O animal é um macho, medindo 5,73 metros de comprimento. A necropsia está sendo realizada para identificação da causa mortis.

Estão participando desta ação a Associação R3 Animal, o Projeto Baleia Franca/Instituto Australis, a Universidade do Estado de Santa Catarina/UDESC/CERES, Museu de Zoologia Professora Morgana Cirimbelli Gaidzinski da Unesc e a APA da Baleia Franca/ICMBio, instituições integrantes da Redes de Encalhes de Mamíferos Aquáticos do Brasil (REMAB), criada pelo ICMBio em 2011 para melhorar o monitoramento e atendimento a encalhes e capturas de mamíferos aquáticos.

As equipes estão contando com o apoio do Instituto de Meio Ambiente de Jaguaruna (IMAJ) e a Secretaria de Obras da Prefeitura de Jaguaruna para a retirada do animal do local inicial, e posterior destinação adequada para a necropsia e sepultamento.

Protocolo de Encalhes e Enredamentos da APA da Baleia Franca

O Protocolo de Encalhes da APA da Baleia Franca é um programa desenvolvido pela equipe da Unidade de Conservação Federal para prestar assistência aos mamíferos marinhos encalhados na unidade, estabelecendo assim diretrizes entre as instituições executoras deste plano para o desenvolvimento de ações coordenadas para o atendimento destes casos.

A coordenação do Protocolo de Encalhes na Unidade é formada pela APA da Baleia Franca/ICMBio, Projeto Baleia Franca, Associação R3 Animal, Universidade do Estado de Santa Catarina/UDESC/CERES, Museu de Zoologia Professora Morgana Cirimbelli Gaidzinski da UNESC, Corpo de Bombeiros, Capitania dos Portos e Policia Militar Ambiental.

Baleias-franca

As baleias-franca migram anualmente entre áreas de alimentação e reprodução. De julho a novembro a espécie vem para Santa Catarina para acasalar e procriar. O pico de ocorrência é em setembro, sendo os últimos indivíduos avistados em novembro. A principal área de ocorrência da espécie é na APA da Baleia Franca/ICMBio no litoral centro-sul de Santa Catarina. Porém, a presença em outras regiões do Estado pode ocorrer, e tem sido cada vez mais frequente em função do crescimento e recuperação populacional da espécie no Brasil.

Procedimentos em caso de encalhes e emalhes:

Como ajudar?

- Entre em contato com as instituições responsáveis

Em caso de enredamentos:

- Não tente remover a rede

- Registre o local da ocorrência

- Obtenha fotografias do animal, possibilitando a identificação da espécie e documentação do caso, para que possa ser avaliado.

Em caso de animais vivos encalhados na praia:

- Não tente devolver o animal para a água, pois pode ser perigoso devido ao tamanho e peso do animal.

- Ajude a isolar a área mantendo pessoas e animais domésticos afastados

- Obtenha fotografias do animal, possibilitando a identificação da espécie e documentação do caso.

- Colabore com a sensibilização e a conscientização da comunidade

Proteja a sua saúde

- Os animais encalhados podem transmitir doenças aos seres humanos.

- Evite respirar o ar expirado pelos animais.

- Não se aproxime da cauda. São animais grandes em situação de debilidade física, que podem se tornar ariscos com a aproximação de outros indivíduos e causar ferimentos.

SERVIÇO

APA da Baleia Franca/ICMBio: (48) 3255-6710/ 991705077 - IBAMA/SC: (48) 3212-3368/ 3212-3356/ 32123300 - Projeto Baleia Franca: (48) 3255-2922/ (48) 9919-4400 -UFSC / Laboratório de Mamíferos Aquáticos: (48) 37217150 - Museu de Zoologia Professora Morgana Cirimbelli Gaidzinski da UNESC (Criciúma): (48) 3431-2573 - UDESC: (48) 9696-6025 - Polícia Militar Ambiental: Laguna:(48) 3647-7880/ Maciambú: (48) 3286-1381/ Florianópolis: (48) 36654770/ Rio Vermelho: (48) 36654487 / Maracajá: (48) 3529-0187 - Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS): 0800 642 3341

Colaboração: Coordenação do Protocolo de Encalhes e Enredamentos da APA da Baleia Franca/ICMBio

http://www.engeplus.com.br/noticia/geral/2018/filhote-de-baleia-franca-…

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.