VOLTAR

Ex-indigenista é acusado de tentar enganar apurinãs

O Estado de São Paulo
06 de jul de 1979

O ex-indigenista Antônio Couto da Fonseca, recentemente demitido da Funai e afastado da chefia do posto Camicuá, localizado na aldeia dos Apurinã em Boca do Acre, tornou-se proprietário de terras neste município e vem pressionando alguns índios residentes às margens da BR-317 a venderem suas propriedades a preços irrisórios.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.