VOLTAR

Estudo mostra que índios de Rondônia estão contaminados por mercúrio

Página 20-Rio Branco-AC e Ambiente Brasil-Brasília-DF
17 de abr de 2003

Os índios pakaanóva, que vivem nos municípios de Guajará-Mirim e Nova Mamoré, no Estado de Rondônia, estão contaminados por mercúrio. Trabalho realizado por uma equipe de pesquisadores, tendo à frente a médica Elisabeth Santos, da seção de meio ambiente do Instituto Evandro Chagas, vinculado à Fundação Nacional de Saúde (Funasa), verificou que o teor de mercúrio em amostras de cabelo dos pakaanóva é elevado, o que revela a necessidade de ações que garantam a saúde da população indígena.

O trabalho dos pesquisadores foi publicado na última edição da revista "Cadernos de Saúde Pública" da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), destacando que a exposição ao mercúrio é especialmente grave em crianças índias menores de 5 anos, cujo desenvolvimento neuropsicomotor pode ser afetado pelo metal. (Ambiente Brasil)

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.