VOLTAR

Escolas de RR recebem recursos para ações de combate ao COVID-19

Folha de Boa Vista - https://folhabv.com.br
21 de mar de 2020

Os recursos devem ser utilizados para a compra de materiais de higiene pessoal como álcool em gel, sabonete líquido, papel toalha, entre outros.

O Ministério da Educação (MEC) anunciou o repasse de R$ 450 milhões para as escolas públicas de todo o Brasil para auxiliar nas ações de prevenção ao COVID-19. Em Roraima, 97 escolas da rede estadual estão aptas para receber os recursos.

Os recursos devem ser utilizados para a compra de materiais de higiene pessoal como álcool em gel, sabonete líquido, papel toalha, entre outros. Os recursos são oriundos do FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação Básica). As escolas estão recebendo duas parcelas antecipadas do PDDE Básico (Programa Dinheiro Direto na Escola), referente aos meses de abril e setembro. Os recursos são enviados para as escolas via APM (Associação de Pais e Mestres). Só podem receber os valores as escolas que estiverem com a prestação de contas da APM em dia e com o cadastro atualizado no Sistema PDDEweb. Das 97 escolas estaduais que estão aptas a receber os recursos, 48 são da capital Boa Vista, 21 do interior e 28 indígenas. Maria Aparecida de Oliveira, diretora do Departamento de Desenvolvimento de Políticas Educacionais da Secretaria de Educação e Desporto destacou a importância dos gestores escolares lerem os documentos enviados pela secretaria e observarem todos os critérios do Programa.

"É muito importante que a escola faça o seu planejamento de gastos e um cronograma de compras e que se atentem que se trata de um adiantamento de duas parcelas das quais os recursos de custeio serão utilizados para compra de material de higiene para o combate do novo coronavírus. As escolas precisam obedecer todos os critérios do Programa", destacou.

https://folhabv.com.br/noticia/CIDADES/Capital/Escolas-de-RR-recebem-re…

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.