VOLTAR

Eram índios dóceis, e morreram

O Estado de São Paulo (São Paulo - SP)
16 de abr de 1970

Notícia relata detalhadamente o caso do assassinato de índios Waimiri Atroari por caçadores. De acordo com o relato, os índios foram atraídos por caçadores brancos, que lhes ofereceram presentes. Quando os índios chegaram bem perto os caçadores atiraram e depois colocaram seus corpos em barcos, que foram afundados.

Esses caçadores foram contratados por um comerciante local para matar os índios. A reportagem afirma que foram episódios como esse que tornaram os Waimiri Atroari muito desconfiados com os homens brancos, a ponto de matar uma expedição inteira; como fizeram com a do padre Calleri.

O sertanista Gilberto pinto Figueiredo foi o responsável pela descoberta do massacre. Ele investigou, junto a população ribeirinha, até chegar aos caçadores que cometeram o massacre.

Presidente da Funai lamenta a impunidade e diz que os brancos devem respeitar mais os índios como pessoas. Para ele a televisão pode veicular matérias que ajudem na construção de uma relação harmoniosa entre os dois.

Notícia também fala de um documentário produzido por estrangeiros, que será veiculado na Europa e que tem por objetivo denunciar que o governo brasileiro quer exterminar os indígenas.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.