VOLTAR

Em 5 estados, quilombolas representam 60% dos mortos por COVID-19

Diário Causa Operária - https://www.causaoperaria.org.br/em-5-estados-quilombolas-representam-60-dos
Autor: Diário Causa Operária
20 de jun de 2020

A população quilombola no país está sendo devastada pela crise sanitária do novo coronavírus. Dos 9 estados da Amazônia, 5 deles representam mais de 60% dos mortos por Covid-19.

Os estados revelados através de um estudo pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam), são, Amazonas, Pará, Maranhão e Rondônia. Com base nos estudos, dados do dia 12 de junho, taxa de mortalidade entre o povo quilombola atingiu 11,5%. Essa taxa roda em torno de 5,2% no país em geral.

O povo quilombola sempre esteve abandonado pelos governo de direita no país. Em tempos de pandemia do coronavírus não é diferente, na mão do fascista Bolsonaro, quilombolas estão sofrendo drasticamente sem nem um apoio do governo federal.

Os estados que carregam os maiores números de habitantes quilombolas, sofrem por falta de leitos, hospitais lotados, não se tem testes e nem equipamentos necessários para combater o vírus.

Para o governo de Bolsonaro, pandemia é uma saída para exterminar o povo quilombola de vez. A verdade é que para o governo, quanto mais pobres infectados, ainda mais quilombolas, indígenas e negros, é um resultado positivo para os golpistas. O momento pandemia no Brasil, é uma ponte para levar a classe trabalhadora para o abismo se não tiver uma mobilização contundente nas ruas para combater e tirar do poder um presidente ilegítimo que é contra quilombos, negros, pobres em geral.

Para tornar essa ponte de extermínio uma ferramenta real e positiva, Bolsonaro, comanda a fundação dos palmares, deixando uma figura representativa do fascismo, um negro que odeia os negros, ou seja, mais um fascista para garantir a morte da classe trabalhadora.

Se a pandemia não matar o restante dos quilombolas, esquecidos pelo governo, ou seja, 40% restantes, Sérgio Camargo, presidente da Fundação Palmares, está no cargo para garantir que isso ocorra de um jeito ou de outro. Camargo é mais uma marionete, produto do golpe de estado de 2016 a serviço dos capitalistas que podem descartar essa figura a qualquer momento após cumprir seu papel para qual foi ordenado.

A fundação na mão da direita, atua contra os quilombolas. É necessário, primeiro, organizar todos os setores progressistas, partidos de esquerda, trabalhadores e quilombos para dia 21 de junho, todos estarem nas ruas pelo "Fora Bolsonaro".

https://www.causaoperaria.org.br/em-5-estados-quilombolas-representam-6…

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.