VOLTAR

Eles não deixam o cerrado morrer

Correio Braziliense, Cidades, p. 26 (Brasília - DF)
25 de mai de 2003

A reportagem traz informações sobre a ausência de políticas públicas e verbas voltadas para a conservação do cerrado, fazendo com que essa prática fique a cargo de indivíduos da sociedade civil. Além disso, fala da devastação de unidades de conservação e do corredor ecológico e também das iniciativas que tem como objetivo o combate a destruição da região.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.