VOLTAR

Documentário sobre massacre indígena vence festival de cinema ambiental

Agência Brasil - http://www.agenciabrasil.gov.br/
Autor: Luana Lourenço
21 de jun de 2009

Goiás (GO) - O documentário Corumbiara, de Vincent Carelli, foi o vencedor do grande prêmio do 11o Festival Internacional de Cinema Ambiental (Fica), entregue ontem (20) à noite. O filme mostra o massacre de um grupo de índios isolados na Gleba Corumbiara, em Rondônia, na década de 1980.

Carelli coordenava o projeto Vídeo das Aldeias quando soube do massacre, denunciado pelo indigenista Marcelo Santos. O cineasta filmou as evidências, mas foi desacreditado, e a história caiu no esquecimento. Em 1995, Carelli voltou à região, encontrou uma aldeia abandonada e índios isolados, tudo também registrado no documentário.

"Só o cinema poderia resgatar uma história como essa, um crime de genocídio que o país simplesmente ignorou. É uma história emblemática, uma face oculta da história do Brasil", desabafou Carelli ao receber o Troféu Cora Coralina, mais uma premiação de R$ 50 mil.

Na categoria melhor longa-metragem, o norte-americano Uma Mudança no Mar, de Barbara Ettinger, foi o vencedor. Com imagens captadas em mares do mundo inteiro, o documentário mostra o fenômeno da acidificação dos oceanos, provocada pelo aquecimento global.

O curta-metragem Mar de Dentro, de Paschoal Samora, emocionou a plateia e os jurados com histórias de pescadores e levou o prêmio de R$ 25 mil da categoria.

O documentário Kalunga, de Luiz Elias e Pedro Nabuco, que levou às telas a história do maior território quilombola do país, no norte de Goiás, ganhou o troféu do júri popular.

Veja a lista completa de vencedores do 11o Fica

Maior destaque do festival
Corumbiara, de Vincent Carelli, 2009

Melhor longa-metragem
Uma Mudança no Mar, de Barbara Ettinger, Estados Unidos, 2009

Melhor curta-metragem
Mar de Dentro, de Paschoal Samora, Brasil, 2008

Melhor média-metragem
Arrakis, de Andrea di Nardo, Itália, 2008

Melhor série televisiva
Por Trás do Mundo, de Jakob Gottschau, Dinamarca , 2008

Prêmio especial do júri
Kalunga, de Luiz Elias e Pedro Nabuco, Brasil, 2009

Troféu Imprensa
A Árvore da Música, de Otávio Juliano, Brasil, 2009

Melhor produção goiana
Ressignificar, de Sara Vitória, Brasil, 2009
A Última Mordida, de Ângelo Lima, Brasil, 2009

Menções honrosas
Sem Grandes Problemas, de Yacine Sersar, França, 2008
Bode Rei, Cabra Rainha, de Helena Tassara, Brasil, 2008
Morrendo em Abundância, de Yorgos Avgeropoulos, Grécia, 2008

*A repórter viajou a convite da organização do evento.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.