VOLTAR

Dobrou o numero de atingidos

CB, Brasil, p.14
26 de out de 2005

Dobrou o número de atingidos

O número de famílias atingidas pela seca no Amazonas subiu de 32 mil para 72 mil famílias. Esta é a nova meta de atendimento do plano emergencial SOS Interior, de socorro às vítimas da estiagem no estado, segundo o coordenador do plano e secretário de governo, José Melo. Ele informou que 32.955 famílias já foram atendidas com a distribuição de 900 toneladas de cestas básicas e 36 toneladas de medicamentos.
A previsão inicial de 32 mil famílias estava baseada em um levantamento da Defesa Civil Estadual, concluído há 15 dias. Desde então, os rios começaram a subir nas cabeceiras, mas continuaram a baixar nos médios e baixos rios. Por isso, outras comunidades estão agora sendo afetadas pela seca”, explicou Melo. A seca também impediu cinco navios de carga de atracarem em Manaus, devido ao baixo nível do rio Amazonas.
De acordo com Melo, uma balsa está a caminho da cidade de Tefé, no médio Solimões, e deve chegar lá amanhã. Ela leva 188 toneladas de alimentos para 6.750 famílias de nove municípios da região: Alvarães, Tefé, Uarini, Jutaí, Fonte Boa, Japurá, Juruá, Maraã e Carauari.
Outra balsa, que está subindo o Rio Madeira, já passou por Borba e Nova Olinda do Norte e ainda vai parar em Novo Aripuanã e Manicoré. Ela saiu de Manaus carregada com 72 toneladas de alimentos, o suficiente para abastecer 2.700 famílias durante um mês.
Junto com a comida, vão também remédios: as 36 toneladas de medicamentos distribuídas incluem o hipoclorito de sódio (popularmente conhecido como água sanitária), usado no tratamento da água para consumo humano. O governo está orientando a população a utilizar o produto para evitar doenças pelo consumo da água contaminada.
Apesar do gosto ruim que fica na água, as pessoas devem usar o hipoclorito, para não terem problemas gástricos, principalmente diarréias. Quem receber o produto deve pingar uma gota em cada litro de água e deixar fazer efeito durante 20 minutos, antes de beber”, esclareceu Melo
Começaram a a ser montadas ontem, em Manaus, as 100 mil cestas básicas doadas pelo governo federal e adquiridas pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). O decreto do governo estadual de estado de calamidade pública nos 61 municípios do interior do Amazonas foi publicado no dia 10 deste mês e tem validade de 90 dias.

CB, 26/10/2005, p. 14

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.