VOLTAR

Descoberto esconderijo do assassino do índio

A Gazeta-Rio Branco-AC
18 de jun de 2002

A polícia já tem informações seguras do paradeiro do homicida Osnir de tal, homicida que dia 13 deste mês matou com uma facada no peito o índio, Genivaldo Severino da Silva Manchinery, 23. O crime ocorreu às 19h20 na rua principal do Conjunto Oscar Passos.

Genivaldo ainda chegou a ser levado para o Pronto Socorro mais morreu a caminho do centro cirúrgico. Pelo que foi apurado ele caminhava em companhia de um parente (sobrinho ou primo) quando se encontrou com o assassino. Provavelmente tinham algum tipo de rixa. Pois iniciaram uma discussão e quando os ânimos ficaram acirrados Osnir sacou de uma faca tipo peixeira que trazia na cintura e cravou no peito da vítima, não lhe dando a mínima chance de defesa.

Esse parente de Genivaldo não deu maiores detalhes sobre o caso. Pela manhã de ontem o pai da vítima, (seu nome não foi fornecido a imprensa), esteve no 4o DP afirmando saber o paradeiro do criminoso. O chefe de equipe estava nas primeiras horas da manhã aguardando a chegada do delegado para que este expedisse uma ordem de serviço ou determinasse verbalmente as buscas ao criminoso.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.