VOLTAR

Deni tem a posse legal da terra

A Crítica-Manaus-AM
23 de out de 2001

Decreto de posse foi assinado pelo Ministro da Justiça, José Gregori

Depois de 15 anos de espera, os índios Deni conquistam a posse legal e definitiva de suas terras na Amazônia. O decreto de posse foi assinado na semana passada, pelo Ministro da Justiça José Gregori. São 1,5 milhão de hectares de área no sudoeste da Amazônia, entre os rios Purus e Juruá, englobando terras dos Municípios de Lábrea, Tapauá e Itamarati para 670 índios. Os Deni realizavam há mais de um mês a autodemarcação de suas terras reconhecidas pela Fundação Nacional do Índio (Funai), mas sem decreto de homologação. A iniciativa foi utilizada como forma de pressão para acelerar o processo de assinatura do decreto. Os índios chegaram a se confrontar com a Funai e afirmaram só desistir da empreitada se uma data para a demarcação oficial fosse estipulada. O trabalho foi apoiado pela entidade ambientalista Greenpeace, pela Coiab e pelo Cimi. Durante o último mês, voluntários das três organizações ofereceram apoio técnico e logístico aos Deni para a demarcação. Segundo o Greenpeace, foram abertos 53 quilômetros de trilhas em mata fechada e outros 218 quilômetros à beira de rios e penhascos.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.