VOLTAR

Darcy confessa crime e muda tática da defesa

Folha de S.Paulo (São Paulo - SP)
13 de dez de 1990

O fazendeiro Darcy Alves confessou no Tribunal do Júri de Xapuri que matou o líder Chico Mendes. Seu depoimento, no entanto, conteve detalhes diferentes ao que deu à Polícia, quando antes já havia confessado. O assistente da acusação, Márcio Thomas Bastos, considerou a confissão uma tentativa de defesa para inocentar Darly Alves, acusado de mandante da operação.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.