VOLTAR

D. Tomás: índio deve ser ouvido

O Estado de S.Paulo (São Paulo - SP)
25 de nov de 1978

Dom Tomás Balduíno, presidente do Cimi, e dom Pedro Casaldaglia, o bispo de São Félix do Araguaia, condenaram ontem o projeto de emancipação indígena e deram "contribuições" para sua reformulação. Ambos sugeriram que a emancipação deve partir dos próprios indígenas, como afirmou o índio Paresí Daniel Cabixi, e não de um órgão governamental sem nenhum diálogo com os povos ameríndios. Os dois bispos estão no RS para participarem das palestras na Semana Missionária e da "missa indígena" que será oficiada amanhã junto às ruínas de São Miguel.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.