VOLTAR

D. Casaldáliga critica a abertura "só de boca"

Folha de S.Paulo (São Paulo - SP)
Autor: FOCH, Fernando; CARVALHO, Ricardo
21 de abr de 1979

Dom Pedro Casaldáliga, bispo de São Félix do Araguaia, se posiciona sobre o processo de "abertura" e redemocratização do regime político brasileiro, assim como sobre a relação entre a Funai e o Cimi, que ele prefere chamar de "trégua" do que de paz. O bispo sustenta ainda que "qualquer brasileiro com consciência e vergonha deve cobrar a demarcação das terras indígenas". Dom Casaldáliga trata ainda da questão agrária em Roraima, denunciando a expulsão de indígenas por uma empresa interessada no garimpo de cassiterita na região, entre outras questões.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.