VOLTAR

Curso sobre saúde bucal indígena será exposto em conferência global na China

Midianews- http://www.midianews.com.br
15 de set de 2016

O curso de Assistência em Saúde Bucal Integrada (ASBI), promovido pela Escola de Saúde Pública (ESP) de Mato Grosso, é um dos trabalhos que será exposto na 9ª Conferência Global sobre Promoção de Saúde, em Xangai, na China, entre 21 e 24 de novembro deste ano.

O curso, que foi realizado entre agosto de 2013 e novembro de 2014 e formou 17 indígenas, é um dos quatro selecionados de cada país pertencente à Organização Pan Americana de Saúde (Opas).

A coordenadora do curso e servidora da Secretaria de Estado de Saúde (SE), Maria das Graças, fala que o curso como pioneiro no Brasil. Ela destaca a responsabilidade social e institucional da ESP com essa proposta inovadora, que faz a diferença no processo de qualificação dos profissionais e melhora a qualidade de vida da população indígena de Mato Grosso.

Os alunos que participaram do curso são do Distrito Sanitário Indígena - Dsei Cuiabá representando as etnias Bakairi, Bororo, Chiquitano, Enawênê-Nawê, Guató, Irantxe, Myky, Nambikwara, Paresi e Umutina, dos municípios de Paranatinga, Nobres, Santo Antônio de Leverger, Rondonópolis, Porto Esperidião, Brasnorte, Barão de Melgaço, Campo Novo do Parecis e Barra do Bugres.

Maria das Graças explica que muitos dos alunos já desenvolviam ações de odontologia em áreas indígenas sem a devida qualificação. Eles permaneciam a maior do tempo sem a equipe de saúde, tomando decisões que requeriam ações articuladas entre os conhecimentos tradicionais de cada povo e da medicina. Ela destaca que devido a isso, fez-se necessário regulamentar a situação, oferecendo qualificação profissional, para esta clientela.

"A qualificação teve como propósito redesenhar o quadro de atenção à saúde bucal dos povos indígenas no Estado e de sua possível inclusão no serviço, possibilitando o deslocamento do foco de atenção odontológica centrada na doença (curativa/individual) para a construção de estratégias pautadas na promoção da saúde (prevenção/coletivo), buscando respostas adequadas à demanda nas situações de agravo, priorizando e intensificando o trabalho preventivo e de promoção da saúde", destaca Maria das Graças.

O curso foi realizado com recursos do Programa de Formação de Profissionais de Nível Médio para a Saúde (Profaps) e parceria com o Dsei Cuiabá.

http://www.midianews.com.br/cotidiano/curso-sobre-saude-bucal-indigena-…

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.